A Mako é a maior montanha-russa de Orlando

Para quem gosta de aventuras, o SeaWorld de Orlando tem uma atração irresistível: a Mako.

A montanha-russa é a maior da cidade, que tem outros monstros de ferro em seus vários parques temáticos.

Mako Sea World Ponto Alto

Na imagem ao lado da pra ter uma boa noção da altura em que ela chega

Além de ser a maior, a Mako é também a mais rápida e uma das mais novas. Ela foi inaugurada apenas em 2016, mas já foi o suficiente para ganhar o Golden Ticket Awards, o principal prêmio de montanhas-russas dos EUA.

Mas e aí, como é esse passeio? A Mako é radical ou esses atributos todos só ficam no papel? Vale a pena ir nela?

Para saber a resposta dessas e outras dúvidas, siga a leitura!

Como é o percurso da Mako?

Mako Sea World Percurso

A Mako é uma montanha-russa que aposta na velocidade e altura para criar a adrenalina nos usuários, em vez de loopings ou inversões.

Isso porque a Mako é inspirada em montanhas-russas antigas, que eram feitas de madeira. Na época, não dava para criar os loopings e curvas fechadíssimas que são populares hoje em dia.

Mas, ao mesmo tempo, a montanha-russa é a prova que você não precisa girar 360 graus para ter uma experiência cheia de adrenalina.

O percurso da Mako começa já entregando aquilo que você veio receber: a maior queda em uma montanha-russa de Orlando.

O trem sai da estação e mal faz uma curvinha antes de subir por incríveis 61 metros. Para se ter uma ideia, isso é o equivalente a um prédio de 20 andares, mais ou menos.

Lá de cima, o trem entra numa queda de 61 metros, atingindo uma velocidade máxima de 117 quilômetros por hora.

Dessa queda, o trem aproveita o embalo para subir por uma curva e contornar o lago na região, antes de passar por mais uma subida e descida.

Em seguida, o trem passa por uma curva ao estilo ferradura, que é bem emocionante, e passa por mais uma série de subidas e descidas em menor tamanho. 

Terminando esse trecho, o trem faz mais algumas curvas mais simples antes de voltar a subir e descer em velocidade até chegar na reta final.

No geral, a sensação de andar na Mako é de muita velocidade e adrenalina. Sempre há alguma coisa que impede que o percurso fique entediante ou previsível.

Em algumas montanhas-russas, a gente sente um padrão específico de movimentos ou a aplicação de recursos que não deixa o percurso emocionante.

É subida, descida, virada pra esquerda, subida, curva pra direita, descida. Fica monótono.

Na Mako, não. Além da diversidade de movimentos, há também uma boa montagem deles. Nós saímos de uma descida para uma subida curva. Depois, uma “montanha” de subida e descida, que leva a uma curva de ferradura.

São movimentos diferentes, que adicionam imprevisibilidade e aumentam a adrenalina por causa disso.

Ficha técnica da Mako

  • Altura máxima: 61 metros;
  • Maior queda: 61 metros;
  • Percurso: 1.450 metros;
  • Velocidade Máxima: 117 quilômetros por hora;
  • Altura mínima para entrar: 1,37m;
  • Total de usuários: 28 por vez.

Para quem a Mako é recomendada?

Carrinho Mako

A primeira pergunta que muita gente faz sobre a Mako é se ela “dá medo”. Isso já mostra, de certa forma, quem é o público dessa montanha-russa.

Sim, a Mako é destinada ao público que gosta de adrenalina. O que não significa que ela seja inacessível para quem tenha medo de montanhas-russas.

Vamos explicar:

Normalmente, as pessoas que têm medo de montanhas-russas temem os movimentos mais radicais como loops, inversões e coisas do tipo.

Isso é algo que a Mako não tem. Por isso, ela parece uma montanha-russa mais acessível do que a Manta ou a Kraken, por exemplo.

Entretanto, a Mako oferece muita adrenalina na forma de velocidade e quedas. Isso significa que não é um passeio “tranquilo” (pelo contrário), mas não parece tão ameaçadora assim.

Por isso, é possível que pessoas que tenham medo de montanhas-russas possam se aventurar na Mako, mesmo ela sendo a “maior e mais rápida de Orlando”.

E, quem sabe?, talvez essas pessoas possam perder o medo de montanhas-russas por causa disso?

Uma coisa que precisa ser dita. Lembro bem que antes de irmos na Mako pela primeira vez, vimos uma série de videos dela.

Não precisa nem dizer que ficamos muito animados para ir.

Uma coisa que nossos amigos já haviam dito é que o cinto de segurança dela é estranho pois é muito curto e prende apenas na cintura.

E sinceramente, é realmente bem assustador.

Lembro que a primeira vez que fomos, o Carlos apertou o cinto com muita força por que ele estava morrendo de medo.

Enquanto eu deixei o cinto um pouco mais frouxo, vou dizer pra vocês, foi apavorante!

Então já deixo a dica, apertem bem os cintos em vocês!

Vale a pena ir nessa montanha-russa?

Será que vale a pena ir à montanha-russa mais rápida de Orlando? Claro que sim, né?

A Mako é uma das joias do arsenal do SeaWorld. Aliás, junto da Manta e Kraken, fazem com que o parque seja visita obrigatória para os turistas que vão a Orlando.

É claro que há a questão do medo de montanha-russa. Mesmo nesse caso, a gente recomenda que pelo menos tente. 

Mako Sea World Trilhos

É aquela coisa que dissemos: a Mako não tem os elementos mais assustadores de montanhas-russa. Só a queda de 61 metros que realmente mete medo, mas só em quem se senta na frente do trem. Quem fica atrás não vê o pior da queda.

Por causa disso, a Mako pode ajudar a abrir as portas para outras montanhas-russas, incluindo a Manta e a Kraken. 

Mas, se mesmo depois disso, você ainda não se sentir confortável para ir nesse passeio, não vá. Lembre-se de que as férias em Orlando devem ser um momento de felicidade e descanso.

Toda a tensão deve ficar só para os sustos controlados das atrações locais, não para fazer atividades que não te fazem bem.

Vale a pena usar o Quick Queue?

Um detalhe que vale a pena mencionar em relação a Mako é o Quick Queue, o equivalente ao Fast Pass do SeaWorld.

Para quem não conhece o sistema, o Quick Queue é um fura-filas nas atrações do SeaWorld. Com ele, você pega filas menores e tem vantagens nos brinquedos.

O legal do Quick Queue é que ele é vendido em dois modelos, além de um exclusivo para crianças: o Normal e o Unlimited. 

No Normal, você pode pegar a fila rápida uma vez em cada atração. Já no Unlimited, pode fazer quantas quiser.

A Mako é uma das melhores atrações de todas para usar o Quick Queue. Na verdade, é por causa dela, Manta e Kraken que você acabará comprando o Quick Queue Unlimited.

Isso porque você vai gostar tanto das três montanhas-russas que vai querer repetir o passeio e usar o fura-filas pra isso.

O que a gente recomenda, caso você não queira comprar o Unlimited, é comprar o Quick Queue Normal, mas não usar na primeira vez que for a Mako.

Vá de manhã, assim que abrir o parque, para pegar filas menores. Depois, se quiser voltar e ir de novo, use o Quick Queue.

Essa é a Mako: a montanha-russa mais rápida e mais alta de Orlando. Sem dúvidas, é uma atração que não pode faltar no seu roteiro de viagem!

E aí, o que você achou dessa atração? Conte pra gente no campo de comentários abaixo!

Previous articleDisney’s Polynesian Resort – como é ficar nesse hotel de luxo?
Next articleTudo sobre Hogsmeade – A área do Harry Potter no Islands of Adventures
Apaixonada por Disney desde neném (culpo meus pais, meu o 1º quartinho de bebê foi tematizado da Disney), todos os anos era a mesma história no meu aniversário, qual será o tema da Disney que escolheremos para a festa desse ano? Minha mãe tinha casa de festas e cada ano escolhíamos um filme da Disney para o tema da festa, até que no meu 6º ano de vida, fomos comemorar meu aniversário na própria Disney em Orlando. Uma viagem que deixou muitas histórias para contar, teve direito a olhares encantados para as princesas, e para o Castelo no show de fogos, medo dos personagens irmãos gêmeos do filme da Alice, e sair chorando correndo da antiga atração do Alien em Magic Kingdom, que fui levada pelo meu pai, escondida da minha mãe. Rs. Desde então fiquei apaixonada por esse lugar, e todas as idas parecem a primeira vez, e do que a Nathalia só sabe falar? Disney! Em 2014 surgiu o Carlos na vida dessa disney-maniaca, em 2016 começamos a nossa história, e descobrimos esse amor por Disney em comum, não podia dar mais certo não? O maior fruto disso nasceu em 2017, o Partiu Disney Parks, aqui podemos compartilhar todas as novidades e informações sobre esse mundo que tanto amamos.